Carrapatos: quem são, onde vivem e por que atormentam a vida dos nossos pets? Tudo isso, você confere nesse artigo!

Começando do princípio, vamos conhecer melhor o que são os tais carrapatos. Segundo o dicionários Michaelis, a palavra é um substantivo masculino que diz respeito aos arácnidos, pertencentes à ordem dos aracnídeos e ectoparasitas que se fixam na pele dos hospedeiros e de cujo sangue se alimentam. Porém, não contentes em apenas se alimentar do sangue de seus hospedeiros, os carrapatos podem transmitir doenças para os cães, como a erliquiose, a babesiose e a hepatozoonose. Além disso, nossos peludos ficam sujeitos à anemia quando infestados.

Esses parasitas têm um ciclo de vida que engloba quatro fases: ovo, larva, ninfa e adulto. Apesar de se esconderem nos animais, os carrapatos passam a maior parte da vida em ninhos, onde fazem a troca de fases. E esses ninhos ficam, normalmente, próximos de onde o pet dorme. Batentes de portas e janelas, muros, paredes, frestas e locais embaixo de móveis costumam ser os seus locais preferidos.

Um dos problemas dos carrapatos é sua resistência. Eles podem ficar semanas sem sair dos ninhos para buscar alimento nos hospedeiros. E, quando fazem isso, preferem se alojar debaixo das orelhas, no focinho, no pescoço e também entre os dedos dos pets.

Para que o seu animal de estimação não passe por maus bocados nas garras desses parasitas, iremos dar algumas dicas de como evitar os carrapatos em sua casa, nos pets e também de como eliminá-los quando eles aparecem no ambiente! Vamo lá?

Como evitar e eliminar carrapatos em casa

Um dado importante: em locais infestados por carrapatos, 95% deles está no ambiente – e apenas 5% nos pets. Por isso, o controle externo é fundamental quando queremos evitar ou eliminar a presença desses parasitas.

E, se você tem um quintal, a vigilância começa por aí. Locais mais escuros e úmidos precisam ser higienizados com frequência, como a casinha e o canil do seu amigo. Também é bom manter o corte do gramado sempre em dia, mesmo no inverno. Apesar dos carrapatos se multiplicarem de modo mais veloz no verão, isso não significa que eles deixem de existir no frio!

Agora, se a sua casa já estiver infestada, o recomendado é utilizar carrapaticidas feitos por empresas especializadas. Escolha sempre produtos seguros, leia as instruções das embalagens e respeite o tempo de isolamento do local para que nenhuma intoxicação possa acontecer – nem a você e nem ao seu animal. Geralmente, os carrapaticidas são aplicados nos canis, em ralos, frestas nas paredes e nos muros, rodapés e batentes das portas e das janelas.

Como evitar carrapatos nos pets

Carrapato não se pega sempre em casa! Pelo contrário, a maioria dos peludos é infestada na rua, durante passeios, e ao manter contato com outros cães hospedeiros. Por isso, crie o hábito de checar o seu animal depois dos passeios para ver se não há nada no corpo dele! E, caso encontre um carrapato, leve o pet para o veterinário.

Se você quiser mais segurança, pode procurar uma coleira carrapaticida para o seu amigo. Esse acessório tem ação repelente e pode deixar os carrapatos e as pulgas afastados por meses.

Como eliminar carrapatos nos pets

Apesar de ser um problema chato, a eliminação dos carrapatos no seu pet não é insolúvel. Existem produtos específicos que ajudam a eliminar esses parasitas, tanto em comprimidos quanto em versões líquidas aplicadas na nuca dos cães. Outra solução são as coleiras carrapaticidas, que já mencionamos no tópico anterior.

Lembre-se que não existem remédios caseiros capazes de eliminar por completo os carrapatos do seu animal. Soluções de sal, vinagre ou querosene – por exemplo – apenas irão fazer com que os parasitas migrem de um local para outro. Por esse motivo, trate sempre seu companheiro de acordo com as indicações de veterinários de confiança!

A leitura desse artigo foi útil para você? Se quiser receber nossos textos sobre cuidados com os pets em primeira mão, assine nossa newsletter!

Pin It on Pinterest

Share This