Você sabia que no mundo dos pets o mês de março representa a conscientização sobre a saúde dos rins dos seus amiguinhos de quatro patas? É isso mesmo. Para nós, humanos, o Março Amarelo faz referência à prevenção da endometriose, mas para nossos companheiros peludos, esse mês trata das doenças renais em pets. 

Essa é uma questão bastante importante, uma vez que as doenças renais representam uma das principais causas de óbito entre os pets, chegando a atingir mais de 60% da população dos animais mais velhos. A prevenção e check ups regulares são imprescindíveis para a garantia da qualidade de vida e bem-estar dos nossos bichinhos, pois nos casos em que os problemas de rins se tornam crônicos, eles não têm mais cura. E é por isso que diagnóstico precoce faz total diferença na hora de assegurar que o seu amiguinho não vai sofrer com esse mal.

Agora você deve estar se perguntando “como vou compreender que o meu pet está com alguma doença renal?”. O diagnóstico preciso pode ser dado apenas por um médico veterinário qualificado, mas existem alguns sinais que podem ser percebidos pelos tutores e tutoras, em relação aos hábitos e sintomas que os pets apresentam. Nós vamos falar sobre eles aqui no artigo, porém, antes de chegarmos lá, é legal você entender um pouco mais sobre o que é uma doença renal e como ela afeta o dia a dia dos nossos animaizinhos.

Doenças renais em pets

As doenças renais são caracterizadas pelo mau funcionamento dos rins, ou seja, esses órgãos perdem a capacidade de exercer as funções que estão fisiologicamente programados para executar. Assim como no corpo humano, no organismo dos pets os rins são os responsáveis por regular a quantidade de água no organismo evitando desidratação, pelo equilíbrio entre as substâncias ácidas e básicas do corpo e pela excreção de compostos nitrogenados do organismo. Quando o rim fica comprometido por alguma doença, além da desidratação, o corpo sofre com o acúmulo de ácidos e moléculas no sangue, que normalmente seriam eliminados por meio da urina.  

As motivações de doenças renais podem ser várias, como por exemplo: inflamações, traumas, infecções, doenças congênitas, autoimunes ou até mesmo hereditárias, além de intoxicações e presença de parasitas. Inclusive, existem variações também na complexidade da doença: ela pode ser temporária ou crônica (sem cura).

Sintomas das doenças renais em pets

As doenças de rim são muito comuns, principalmente em gatos: 1 em cada 3 bichanos sofre de problemas renais. Nos cachorros o número é menor, porém a necessidade de atenção é igualmente importante: 1 em cada 10 cães sofre com doenças do rim. Muitas vezes, os pets que estão com alguma doença renal demoram para apresentar sintomas (por isso, reforçamos a importância da realização de exames periódicos para garantir o bem-estar deles), porém, existem situações nas quais podemos perceber sinais de que nossos peludos precisam de atenção redobrada. Confira:

  • Desidratação e excesso de sede
  • Mudança no fluxo de urina – tanto para mais, quanto para menos
  • Mudança na consistência e cor das fezes
  • Vômitos
  • Falta de apetite e emagrecimento excessivo
  • Mau hálito
  • Cansaço e fraqueza

Sem tratamento, as doenças renais podem causar comprometimento cardiovascular, digestivo, hematopoiético (reduzindo a produção de células vermelhas do sangue), esquelético e neurológico. No entanto, é essencial que você compreenda que alguns desses sintomas podem estar presentes também em outros momentos e doenças que atingem seu pet. Preste atenção nos sinais, mas não chegue a conclusões precipitadas antes de consultar um profissional especializado.

Como é feito o diagnóstico?

Para diagnosticar as doenças renais, é necessário realizar um exame de imagem, urina e sangue. Aqui no Vet Plus contamos com estrutura e profissionais preparados para oferecer resultados precisos de exames, a fim de contribuir com os cuidados e bem-estar de todos os pets que vêm até nós. Afinal, apesar de não existir cura para as doenças renais em estágio crônico, com o tratamento adequado –  aplicação de soro, dieta adequada e controle de níveis de eletrólitos – é possível diminuir a progressão e aliviar a intensidade dos sintomas.

Preocupado?

Que tal agendar agora mesmo uma consulta aqui no Vet Plus? Vamos trabalhar juntos para que a saúde do seu pet não fique comprometida. Prevenir é sempre melhor do que remediar e nós trabalhamos 24 horas por dia, todos os dias, para que nenhum animal fique sem os cuidados adequados.

Marque sua consulta no link: bit.ly/PreAgendamentoDeConsultas 

Pin It on Pinterest

Share This
×