Animais peçonhentos, plantas, medicamentos, produtos de limpeza, alimentos contaminados, maldade humana, além dos tradicionais pesticidas e venenos utilizados contra insetos e roedores: muitas coisas podem ser responsáveis pelo envenenamento de animais. Por essa razão, é essencial que os tutores e tutoras de amiguinhos peludos possam identificar coisas que fazem mal aos seus animais, assim como reconhecer sinais de emergência.

Desde questões simples do dia a dia até casos mais complexos, nossos pets podem ficar expostos a uma infinidade de situações que causam envenenamento. Os animais são curiosos por natureza, gostam de explorar o ambiente, comer e cheirar as coisas que encontram em seus caminhos. E esse comportamento contribui com os riscos de se deparar com elementos nocivos ao seu bem-estar. 

 

O que pode causar envenenamento em animais

Além dos pesticidas, como venenos para matar ratos e baratas, muitas coisas podem causar quadros graves de envenenamento em pets. Inclusive, produtos e coisas que aparentam ser inofensivos podem trazer grandes problemas para os animais. Por exemplo:

Alimentos humanos 

Pimenta, cebola, alho, café, carambola, cascas e folhas de abacate, uva e até mesmo o clássico chocolate são alguns dos alimentos que fazem parte do nosso dia a dia e podem provocar envenenamento no organismo dos nossos peludos. Por isso, não ofereça nenhum deles ao seu pet e evite que ele entre em contato com eles. 

Descubra mais alimentos que pets não podem comer clicando aqui.

Medicamentos

Oferecer remédios para o seu pet sem a supervisão de um médico veterinário é um equívoco que deve ser evitado. Um medicamento ou dosagem errada pode atrapalhar muito mais do que ajudar no bem-estar do seu peludo. Sem falar que muitos remédios humanos, como o diclofenaco sódico, não são próprios para consumo animal e podem causar reações caso ocorra a ingestão.

Outros animais

Aranha, algumas espécies de formiga, vespa, abelha, escorpião e cobra são exemplos de animais nocivos que também podem causar grandes danos à saúde dos pets.

close-up view of cute red cat eating green houseplant
gato e plantinhas!

Plantas

Se o seu pet tem acesso a um jardim, é aconselhável que sua atenção sobre ele permaneça redobrada. Os peludos, principalmente os cães, adoram cavar e comer flores e folhas, porém, algumas espécies de plantas podem ser extremamente tóxicas para eles. Entre as mais comuns em nosso dia a dia, e que são muito nocivas à saúde dos animais, citamos: antúrio, azaléia, bico de papagaio e espada de são jorge. 

Mas a lista não para por aí, outras variações de plantas também podem causar mal-estar aos pets, mesmo que em proporções menores do que as citadas anteriormente. Entre elas: mamona, lírio, babosa, violeta, begônia, coroa de cristo, hibisco, dama da noite, samambaia, hortênsia, arruda, tulipa, comigo ninguém pode, espirradeira e copo de leite devem ficar longe do seu animal de estimação.

Produtos de limpeza 

De um modo geral, é normal que a gente procure locais para guardar os produtos de limpeza que fiquem fora do alcance dos nossos pets. No entanto, como prevenir é sempre melhor do que remediar, buscamos também uma lista de produtos comuns em nosso dia a dia e que precisam ser mantidos longe dos nossos amigos de quatro patas: água sanitária, álcool, amaciante, detergente, desinfetante, sabão em pó, assim como outros produtos químicos que são aplicados na limpeza de sua casa.

Por situações como estas, é que a atenção sobre o que está ao alcance do seu pet ou lugares em que ele circula é necessária, pois é muito comum que em um primeiro momento os sintomas do envenenamento não se manifeste claramente. Por isso, prepare-se: nós elencamos alguns sinais que podem ser percebidos quando o seu gato ou cachorro é envenenado. Confira: 

 

Principais sintomas

Os sintomas mais comuns podem variar bastante, pois eles dependem de qual é o tipo do veneno que está agindo e grau de contaminação no organismo dos nossos peludos. No entanto, entre os principais podemos pontuar:

  • Salivação excessiva (podendo até formar uma espuma na boca)
  • Vômito
  • Diarreia
  • Dificuldade para caminhar ou andar cambaleante
  • Tremores
  • Convulsões
  • Dificuldade para respirar
  • Aumento da temperatura corporal
  • Batimentos cardíacos fracos
  • Sonolência
  • Apatia
  • Desorientação
  • Contração ou dilatação excessiva da pupila

É importante também observar o tamanho do animal, pois os sinais clínicos podem variar de acordo com o peso do pet. Além de, é claro, a forma como ocorreu o envenenamento – se foi por meio de uma picada de algum animal peçonhento, ou pela ingestão de algum produto contaminado, para entender qual foi a substância que causou a intoxicação. Estar atento aos primeiros sinais pode fazer a diferença na hora de salvar o animal.

 

Como reagir à suspeita do seu pet estar envenenado?

 

Após identificar sintomas de envenenamento, a primeira ação a ser tomada é levar o seu pet imediatamente para os cuidados veterinários. Aqui no Vet Plus nós contamos com uma equipe preparada para lidar com situações de emergência, além de uma estrutura completa para garantir a melhor atenção e tratamento possíveis para o bem-estar do seu pet. 

Não busque tratamento online ou por telefone. A presença e avaliação de um profissional é insubstituível em momentos de fragilidade, como o envenenamento em gatos e cachorros.

No entanto, no processo de compreender o envenenamento até a chegada do animal ao hospital veterinário, alguns pontos precisam ser considerados para não piorar a situação, como, por exemplo: não tente oferecer água ou alimento ao pet. Ainda há quem acredite que o leite pode contribuir para atenuar sintomas de envenenamento, porém isso não é verdade. Então, lembre-se: não tente receitas caseiras! Algumas substâncias podem, inclusive, aumentar os efeitos do veneno, em vez de inibí-los. 

Enquanto não estiver no hospital ou clínica veterinária, não há muito o que ser feito quando cachorro ou gato ingeriu veneno ou outro tipo de substância tóxica. Por isso, a agilidade no atendimento do peludo fará toda a diferença. 

Saiba mais sobre como prestar primeiros socorros ao seu pet baixando nosso ebook gratuito.

 

Como é feito o tratamento de um pet envenenado?

Na emergência, o seu pet receberá todo o suporte necessário. Pode ser preciso fazer uma lavagem do estômago com uso de carvão ativado (caso ele tenha ingerido a substância tóxica há pouco tempo), realizar a aplicação de soro (fluidoterapia), além do monitoramento de alguns parâmetros do animal por um tempo (frequência cardíaca, frequência respiratória, pressão). Além disso, também podem ser solicitados exames para avaliar melhor as condições do peludo. 

Lembrando que quanto antes você buscar socorro especializado, melhores são as chances de tratamento e de evitar sequelas no seu pet. Os efeitos colaterais dependem diretamente de qual tipo de veneno está no organismo do pet, e só podem ser precisados por um profissional especializado.

 

O Vet Plus se opõe a qualquer tipo de violência contra animais!

Além dos casos citados acima, em que nossos animais estão expostos à envenenamentos sem intenção, existem também as situações nas quais os peludos estão à mercê da maldade humana e, portanto, podem ser envenenados intencionalmente por pessoas ruins.

Mas, quando o assunto é denúncia de maus-tratos ou crueldade contra animais, o Brasil possui legislação pertinente e autoridades competentes que são responsáveis pela manutenção da lei e punição de crimes. Por isso, caso você presencie maus-tratos, como envenenamento a animais de quaisquer espécies, vá à delegacia de polícia mais próxima para registrar um Boletim de Ocorrência (BO), ou compareça à Promotoria de Justiça do Meio Ambiente da sua cidade.

A denúncia de maus-tratos é legitimada pelo Art. 32, da Lei Federal nº. 9.605, de 12.02.1998 (Lei de Crimes Ambientais) e pela Constituição Federal Brasileira, de 05 de outubro de 1988. É possível denunciar também ao órgão público competente de seu município, para o setor que responde aos trabalhos de vigilância sanitária, zoonoses ou meio ambiente. Ou seja, o envenenamento de animais é – felizmente – caracterizado como CRIME pela constituição nacional e a pena prevista é detenção de três meses a um ano e multa.

 

Conte com o Vet Plus

NÃO ESQUEÇA: o Vet Plus trabalha 24h por dia, durante todos os dias da semana, para prestar o melhor atendimento possível ao seu amiguinho peludo em situações de dificuldade. Se pintar qualquer emergência, traga ele até nós e vamos trabalhar juntos para resolvê-la. Ah, e se preferir, para sua maior comodidade nós também realizamos agendamentos pelos telefones (47) 3026-5599 e 98861-1125, ou clique aqui e faça o agendamento online

  

Pin It on Pinterest

Share This
×