Amar um pet é fazer o possível para mantê-lo sempre bem e saudável, livre de quaisquer dificuldades que possam debilitar sua saúde e bem-estar. É importante que todos os tutores e tutoras de animais de estimação se atentem para questões básicas como cuidados com o ambiente em que os seus amiguinhos peludos vivem, quais alimentos estão ingerindo e com quais outros animais e espaços eles têm contato. Essas medidas simples podem ser grandes aliadas para poupá-los de complicações maiores, devido às verminoses, por exemplo. 

O que são verminoses em pets?

As verminoses são um grupo de doenças provocadas por vermes parasitas que se alojam em nosso organismo. O órgão preferido dos vermes costuma ser o intestino, mas eles também podem se abrigar nos pulmões, fígado e até mesmo o cérebro. Sua contaminação ocorre a partir do contato com agentes contaminados, mas principalmente – no caso dos nossos pets – pela transmissão transplacentária e através do aleitamento materno.

Mas não se preocupe, as verminoses são graves, porém com o cuidado profissional adequado, elas podem ser superadas. E para te inspirar a perceber sinais e proteger ainda mais o seu pet, nós preparamos algumas informações valiosas a respeito das verminoses em pets. Confira:

Sintomas da verminose

Este é um dos principais agravantes da verminose em pets: nem sempre elas têm sintomas explícitos, por isso é difícil de diagnosticá-las. No entanto, você pode ficar de olho caso o seu pet passe a ter diarreias corriqueiras, perda de peso, falta de apetite, vômitos constantes, fezes gelatinosas ou com sangue, e também coceira na região anal. Ah, também é importante perceber se eles não estão comendo as próprias fezes, sentindo fraquezas intensas e se estão com pêlos mais secos e opacos. 

É claro que para o diagnóstico preciso é imprescindível realizar exames especializados para determinar se há ou não a presença de verme. Por isso, preste atenção nestes sintomas e ao menor indicativo de um deles, agende uma consulta aqui no Vet Plus

Como as verminoses são transmitidas?

No caso dos humanos, quase todos os vermes são transmitidos por via oral  (por água contaminada e alimentos mal lavados), no entanto, quando o assunto são nossos pets, a principal forma de transmissão é a transplacentária, quando os filhotes são contaminados ainda barriga da mãe, ou após nascerem via o leite materno. Além disso, a contaminação também pode ocorrer a partir do contato direto ou indireto com fezes já contaminadas. É quase impossível evitar que seu peludo tenha contato com essas praguinhas quase invisíveis.

O ciclo de vida dos vermes incluem três fases: ovo, larva e fase adulta. Na maioria das vezes, o pet é infectado na fase de ovo. E por se tratar de uma doença parasitária, nosso amiguinho peludo serve de hospedeiro para que o verme possa completar seu ciclo de vida.

Quando dar vermífugo?

A primeira dose de vermífugo deve ser administrada aos 15 dias de idade no cão e 30 dias no gatinho. Após essa primeira dose, o pet deve receber vermífugo mensalmente até novas orientações do médico veterinário.

Mas indicações como: pets que passeiam bastante, têm o costume de frequentar praias, parques e ambientes em que possam haver outros animais, devem tomar vermífugos mensalmente. Nos casos dos pets que não saem de casa, pode ministrar o vermífugo a cada seis meses. Tudo isso com aval do médico veterinário, é claro.

Inclusive, outra questão importante para a prevenção e combate às verminoses é estar sempre atento e em dia com a carteirinha de vacinação do seu pet. Saiba mais sobre essa questão aqui

Podemos pegar vermes dos nossos pets?

Infelizmente a resposta é sim. Muitas das verminoses são zoonoses, como por exemplo a giardíase. Ao se lamber, o animal pode se reinfectar. Se, após o “banho”, ele te der aquela lambida na boca, você pode ser contaminado. É a famosa frase “você não sabe onde a língua dele estava antes de te dar aquele beijo”.

Por isso, visitas frequentes ao médico veterinário e a realização de check ups são fundamentais para que seu pequeno fique saudável e, consequentemente, você também. Assim sendo, além de vermifugar o seu peludo, procure um médico (humano) e tome vermífugo regularmente.

 

Vamos cuidar do seu peludo?

Agende consultas periódicas aqui no Vet Plus e vamos aliar nossas forças e preocupações para garantir o melhor cuidado e bem-estar do seu amiguinho de quatro patas. Lembre-se: poucas coisas nos fazem mais feliz do que um focinho gelado com rabinho abanando, ou um ronronar simpático, por isso, faça a sua parte para que esses animaizinhos que nos fazem tão bem, permaneçam sempre bem também. 

Os agendamentos podem ser realizados pelos telefones 3026-5599 e 98861-1125, ou através do site bit.ly/PreAgendamentoDeConsultas

Pin It on Pinterest

Share This
×